Josephine Baker I


Apartamento para uma jovem família formada por um casal e dois filhos pequenos. Com uma arquitetura contemporânea e moderna, a intenção da arquiteta foi criar um lar aconchegante e agradável sem perder a classe e o estilo, harmonizando cada ambiente com um toque de cor e sofisticação.

Utilizando tons neutros, a arquiteta projetou a área de estar como um espaço de interação social e descanso da família. Logo na entrada, o revestimento croco marrom claro da porta pivotante do hall, junto com a mesa lateral Catalan ao lado, uma composição de quadros da atriz e fotógrafa Gigi Monteiro com temática de plantas, três nichos estrategicamente colocados e iluminados e um painel ripado em madeira que envolve o teto e a parede da circulação que leva à área íntima coroado com um quadro em tons escuros da fotógrafa Fernanda Naman trazem um ar de imponência.

O painel em marcenaria, além de abrigar a televisão, recebe iluminação indireta em ambos os lados e o rack abaixo abriga todos os aparelhos eletrônicos de forma organizada e discreta com portas de correr. Responsável pela separação da área de estar e de jantar, o aparador Greta com acabamento croco escuro recebe obras de arte e objetos de decoração.

Do lado oposto, está a mesa de jantar modelo Alma em madeira nogueira e laca branca e tampo de vidro com espaço para dez cadeiras modelo Andorinha sendo apenas duas com braço e acabamento em madeira nogueira e as outras oito com acabamento em laca branca brilhante.

A área da cozinha foi dividida em duas partes, sendo uma delas formada por bancada em Quartzo Eccostone Super Branco com área seca e área molhada, armários baixos, gavetas e gavetões com acabamento prata e armários altos e superiores com portas de vidro branco e a outra, uma ilha central feita na mesma pedra da bancada com um cooktop, uma coifa e uma parte rebaixada para refeições, com quatro cadeiras em acrílico transparente, dando um visual moderno e funcional.

O toque de cor fica por conta do vermelho utilizado na pastilha que reveste a parede onde se localiza a cuba e a que está ao lado. Na direção oposta, uma pastilha prata escovada foi colocada na parede que recebe a televisão, harmonizando com o resto dos armários também com acabamento prateado e com os eletrodomésticos em aço inox. O piso escolhido foi granito preto São Gabriel, balanceando os tons claros do ambiente.

Na suíte do casal, a arquiteta optou pelo uso de uma paleta de tons neutros e atemporais. O papel de parede texturizado deixou o ambiente aconchegante junto com a cabeceira em veludo bege. O criado-mudo com detalhes em dourado e acabamento em branco high gloss combinado com o abajur Jodie com acabamento em linho branco e com os quadros de uma coleção limitada da fotógrafa Fernanda Naman trouxeram um ar de elegância enquanto o conjunto de espelhos criam uma sensação de amplitude.

Do outro lado, um painel com frisos recebe a televisão e um rack com portas e gavetas abriga objetos do casal. Uma bancada percorre toda a parede e termina como uma penteadeira para a cliente, com direito a gaveta com vidro para exibir as maquiagens, puff que pode ser recolhido sem atrapalhar a circulação do ambiente e espelho que vai de encontro com a moldura de gesso.